You are currently viewing PROTEÇÃO SOLAR

PROTEÇÃO SOLAR

A luz solar apresenta vários efeitos:

EFEITOS POSITIVOS
– Estimula a produção de vitamina D– Ajuda a controlar algumas doenças crónicas da pele (ex. psoríase)

– Sensação de bem-estar

EFEITOS NEGATIVOS
– Queimaduras– Cancro de pele

– Fotoenvelhecimento

– Reações alérgicas

– Fotossensibilidade

Embora muito poderosos, os raios ultravioleta (UV) representam apenas 5% da radiação solar que atinge a Terra.

Existem três tipos de raios UV:

radiações UVA (315-400 nm)

Os UVA representam 95% dos UV que atingem a superfície da Terra. Atravessam as nuvens, o vidro e a epiderme e, contrariamente aos UVB, são indolores e penetram na pele em grande profundidade, até às células da derme.

São responsáveis pelo bronzeamento imediato e de curta duração.

Sendo os principais produtores de radicais livres, podem alterar as células a longo prazo e desencadear:

  • fotoenvelhecimento;
  • intolerâncias solares, normalmente designadas por alergias solares;
  • desordens pigmentares (cloasma, manchas pigmentadas);
  • desenvolvimento de cancros cutâneos.

radiações UVB (280-315 nm)

A sua incidência aumenta muito durante o verão, especialmente nos horários entre as 10 horas e as 14 horas.

Os UVB representam 5% dos UV que atingem a Terra. São muito energéticos e mesmo que retidos pelas nuvens e pelo vidro podem penetrar na epiderme.

São responsáveis pelo bronzeamento indireto e de longa duração, pelas queimaduras, bem como pelas reações alérgicas e cancros cutâneos.

radiações UVC (200-280 nm)

São portadoras de elevada energia, sendo extremamente lesivas para a pele.

São retidos principalmente pela camada de ozono.

A intensidade das radiações solares ao nível da superfície terrestre varia com:

  • hora do dia;
  • estação do ano;
  • latitude;
  • altitude;
  • capacidade de reflexão do terreno;
  • condições atmosféricas.

Deixe uma resposta